O homem que só pensava em números

O homem que só pensava em números (solo) [2012] é uma performance de dança e matemática, construída como um estudo artístico-científico, centrada na história de um homem que dedica toda a sua existência aos números e suas conexões. Aí, nesse mundo de fantasia, este homem descobre sentidos para cada pensamento e movimentos para cada descoberta.

O Homem que só pensava em números: Espetáculo de dança e matemática estreado em 2011 (versão trio), no Teatro de Campo Alegre, Porto, uma coprodução Companhia Instável e Serviço Educativo da Fundação Ciência e Desenvolvimento, promovido pela Câmara Municipal do Porto.

Ficha Técnica e Artística
Criação e interpretação Pedro Carvalho
Música André Lima
Vídeo João Rei Lima
Desenho de luz Diogo Barbedo
Público a partir dos 6 anos
Duração aproximada 40 minutos
Créditos de imagem Nuno Leites, JPedro Martins, Margarida Ribeiro e Point and Shoot
Coprodução Ventos e Tempestades / Companhia Instável
Apoio Centro Municipal de Juventude de Vila do Conde e From The Core – pilates studio (Póvoa de Varzim)

Estreia
Cata-Vento 4º Festival Internacional de Circo e Artes de Rua (Vila do Conde)

Apresentações
Teatro Municipal de Vila do Conde (dezembro 2012); Teatro do Campo Alegre, Porto (novembro 2013); Feiras Francas/Palácio das Artes, Porto (dezembro 2013); Cineteatro Municipal João Mota, Sesimbra (fevereiro 2014); Comemorações do Dia Mundial da Dança – 29 de abril 2014 (Valongo e V.N. de Gaia); Festival Philantra, Póvoa de Varzim (setembro 2014); Noite Branca 2014, Braga (setembro 2014); ProfMat 2015, Évora (março 2015); Programação de Teatro da Quinta da Caverneira/Estúdio B, Maia (maio 2015); Agrupamento de Escolas da Arrifana, Sta Maria da Feira (maio 2015); Cine-Teatro de Estarreja (outubro 2015); Fis – Festival Internacional de Solos, Cine-Teatro Garret, Póvoa de Varzim (novembro 2016); Teatro Municipal de Vila Real (dezembro 2016); Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão (fevereiro 2016); Bamberg e Margetshochheim, Alemanha (outubro 2016); Teatro Municipal da Guarda (novembro 2016); Theatro Gil Vicente de Barcelos (abril 2017), Auditório Municipal de Vila do Conde (abril 2017) e Teatro Municipal de Faro (abril 2018).